Anticoncepcionais – Métodos, Tipos, Nomes e Como Tomar?

Medidas anticoncepcionais nada mais são do que qualquer modificação do ato sexual com a finalidade de evitar a gravidez. Existem diversos tipos de métodos para evitar gravidez, sendo o preservativo e a pílula anticoncepcional os mais utilizados.

Tipos de Métodos Anticoncepcionais

Existe, aproximadamente, uma dúzia de métodos anticoncepcionais. Alguns são eficazes em 85% dos casos, outros em quase 100%. Os métodos mais usados são:

  • Pílulas anticoncepcionais;
  • Método de Ogino-Knaus (tabelinha)
  • Coito interrompido;
  • Preservativos
  • Diafragma vaginal, geleias, espumas e cremes anticoncepcionais;
  • Dispositivos intra-uterinos (DIU);
  • Esterilização cirúrgica.
  • Adesivo

metodos-anticoncepcionais

Como saber quando ocorre a ovulação?

Tomando sua temperatura retal, sempre na mesma hora todas as manhãs, antes de se levantar. As anotações da temperatura devem ser guardadas por um período de vários meses, juntamente com anotações cuidadosas do início de cada menstruação.

Uma manhã em cada ciclo a temperatura sobe meio grau ou mais; acredita-se que a ovulação ocorre nesse dia. Comparando as tabelas de vários meses pode-se saber o dia do ciclo em que a mulher provavelmente ovula. Naturalmente, esse método só se aplica a mulheres de ciclo menstrual regular.

Pode-se confiar nos cálculos de ovulação?

Não, porque mesmo na mulher mais regular a ovulação pode inesperadamente atrasar-se ou antecipar-se. Se essa mulher estiver seguindo o método de Ogino-Knaus (tabelinha) e sua ovulação se atrasar por vários dias, ela poderá engravidar.

Pílulas Anticoncepcionais

Essas pílulas, tomadas por via oral, são anovulatórios. Isso significa que inibem a ovulação ou a formação do óvulo na mulher que as toma. Sem ovulação, a gravidez é impossível, não importando o número de espermas que entram na vagina e alcançam as trompas de Falópio. As pílulas são eficientes quando tomadas conforme a prescrição.

Principais Marcas e Nomes Comuns:

Femiane, Harmonet, Stezza, Tess, Elamax, Allestra 30, Diane 35, Siblima, Selene, Ciclo 21, Tamisa 20 e 30, Allestra 20, Qlaira, Mercilon, Adoless, Diminut, Yaz, Yasmin, Nordette

 

Como tomar as pílulas anticoncepcionais?

pilula-anticoncepcional

 

É fundamental seguir a bula e as recomendações de seu médico.

Para evitar uma gravidez indesejada, deve-se tomar 1 comprimido de anticoncepcional todos os dias até o final da cartela, sempre no mesmo horário, fazer uma pausa de 7 dias no final da cartela para que a menstruação desça.

Deve-se ingerir o primeiro comprimido da cartela no primeiro dia da menstruação. Em seguida, a mulher deve continuar a tomar 1 pílula por dia no mesmo horário até acabar a cartela, seguindo SEMPRE as instruções da bula.

Existem marcas de anticoncepcionais que apresentam 21 comprimidos por cartela. Para esses casos, deve-se fazer uma pausa de 7 dias no final de todos comprimidos, iniciando a próxima cartela apenas no 8º dia.

Para as marcas de anticoncepcionais que apresentam 24 compridos por cartela, a pausa entre as cartelas é de apenas 4 dias. Já as marcas que apresentam 28 cápsulas, não existe pausa.

Deve-se consultar o médico antes?

Sim. Elas só devem ser prescritas após um exame completo. Além disso, há várias pílulas excelentes no mercado e o médico pode decidir qual é a melhor para sua cliente.

Quais as vantagens da pílula?

A maioria das pessoas acha que esse é o melhor método de controle da natalidade. Permite o ato sexual sem interrupções preparações. Não requer trabalhos posteriores, como a retirada d diafragma e lavagens especiais. O contato é completamente natural pois não é comprometido pela presença do diafragma e de cremes geleias ou camisinhas.

Efeitos Colaterais

Algumas mulheres apresentam seios inchados e sensíveis quando tomam a pílula. Esses sintomas tendem a diminuir e freqüentemente desaparecem dentro de alguns meses.

Ainda não se tem provas de formação de câncer nos seios ou em outra parte qualquer do corpo, devido à pílula. Ao contrário, muitos ginecologistas pensam que a pílula tem propriedades anticancerosas.

 

Métodos cirúrgicos usados no controle da natalidade

Na mulher, a cirurgia envolve a laqueação das trompas, que consiste em cortar e amarrar as trompas de Falópio. No homem, corta-se o canal deferente, ou seja, o tubo que leva o esperma dos testículos para as vesículas seminais. Essas duas operações, embora simples, são soluções drásticas e definitivas.

Quando se faz a laqueação?

Quando a mulher já teve vários filhos, está segura de que não quer outros e não deseja usar outras medidas anticoncepcionais. Mais freqüentemente, essa operação é aconselhada para mulheres portadoras de doença mental ou física incurável, ou ainda de alguma enfermidade hereditária grave. Nesses casos, a esposa e o marido devem dar permissão por escrito para que a operação seja efetuada.

Coito interrompido é recomendável?

Os médicos desaconselham-no como método de controle da natalidade. As relações sexuais envolvem aspectos emocionais e físicos, e devem terminar em orgasmo enquanto o pênis está na vagina Ao retirar o pênis antes do clímax, o homem se priva de um prazer e impede que a mulher experimente a alegria de saber que satisfaz seu companheiro. Além disso, muitas mulheres só têm orgasmo s o homem também atinge o clímax enquanto o pênis está na vagina.

em inglês: DrEd, AY

Riscos e Contraindicações

 

 

infografico-anticoncepcionais
Fonte: Hospital das Clínicas de Alagoinhas / Rubens Paiva

Outros Assuntos: