Anticoncepcional Femina – Preço, Como Tomar e Colaterais – Bula

anticoncepcional-femina-benefícios

O anticoncepcional Femina é um método contraceptivo hormonal oral muito popular entre as mulheres, ele é indicado para evitar a gravidez. Nesse artigo, vamos abordar todos os detalhes sobre esse medicamento, seu modo de utilização, efeitos colaterais, contraindicações, benefícios e outras informações.

Para que Serve o Anticoncepcional Femina

O anticoncepcional Femina é indicado pelos médicos para evitar a gravidez, mas também para regularizar o ciclo menstrual e amenizar os desconfortos da TPM como cólicas, dores de cabeça e mal-estar.

Composição 

A cartela do Femina vem com 21 drágeas contendo 150 mcg de desogestrel e 20 mcg de etinilestradiol, além de seus excipientes amido, povidona, ácido esteárico, estearato de magnésio, dióxido de silício, dextroalfatocoferol, lactose monoidratada, propilenoglicol, macrogol, hipromelose e corante amarelo D&C nº.10.

Como Usar e Tomar o Anticoncepcional Femina

A embalagem do anticoncepcional Femina vem com 21 comprimidos que devem ser ingeridos diariamente conforme instruções da bula. Cada cartela vem com as demarcações dos dias da semana e a indicação das setas que servem para orientar a usuária. É importante ingerir as pílulas sempre no mesmo horário para assegurar a sua eficácia.

Caso a mulher não tenha utilizado nenhum método hormonal no mês anterior, o Femina deve ser iniciado no primeiro dia da menstruação, depois basta seguir os 21 dias ingerindo as pílulas, quando a cartela terminar, é necessário fazer a pausa de 7 dias, nesse período vai ocorrer o sangramento por privação hormonal.

Depois, deve-se recomeçar uma nova cartela exatamente no 8º dia. Esse processo, vai acontecer todos os meses de forma ininterrupta.

O que Fazer em Caso de Esquecimentos?

anticoncepcional-feminaA eficácia do anticoncepcional Femina depende da rigorosidade de ingestão. Estudos mostram que a maioria das mulheres que engravidam ingerindo pílulas contraceptivas esqueceram de tomar o medicamento.

Esquecimentos menores de 12 horas do habitual não diminui o efeito da pílula, basta ingeri-la e continuar o tratamento. No entanto, se passou das 12 horas do horário, a eficácia do Femina está reduzida.

Nesse caso, ingira a pílula esquecida e continue o tratamento, mas se o esquecimento for na 1ª semana é preciso utilizar um preservativo pelos próximos 7 dias como método adicional. Esquecimentos na 2ª semana, não é necessário. Em ambos os casos é importante ingerir a pílula assim que lembrar e manter as demais doses no horário habitual.

Esquecimentos na 3ª semana a usuária tem duas possibilidades. Parar de tomar a cartela naquele momento e fazer a pausa antes do tempo contanto a partir da data do esquecimento ou continua ingerindo as pílulas normalmente, porém, não faz pausa, terá que emendar uma cartela na outra para impedir a ovulação.

Leia a bula do anticoncepcional Femina antes de começar a ingestão, nela contém o passo a passo de como a mulher deve agir em diversas situações durante a utilização do medicamento.

Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais desagradáveis podem ocorrer durante o uso do anticoncepcional, embora não seja em todas as mulheres. Fique atenta aos sintomas e qualquer alteração no organismo, avise o seu médico.

  • Náuseas e vômitos;
  • Dores de cabeça;
  • Ganho de peso;
  • Amenorréia;
  • Aumento nas mamas;
  • Alterações de humor;
  • Corrimento vaginal, candidíase, vaginite;
  • Problemas na gengiva.

Podem ocorrer outras reações mais graves, por isso, ao notar dores intensas no peito, falta de ar, perda de visão, tonturas, inchaços nas pernas e outras alterações súbitas no organismo, procure rapidamente um médico.

Contraindicações 

Não são todas as mulheres que podem utilizar o anticoncepcional Femina, principalmente, nos casos abaixo:

  • Mulheres com suspeita de gravidez ou lactantes;
  • Histórico de trombose, embolia pulmonar, doenças no coração ou de derrame cerebral;
  • Problemas hepáticos, pode ser tumores benignos ou malignos, cirrose, icterícia;
  • Enxaqueca na aura;
  • Mulheres que possuem histórico de câncer de mama;
  • Sangramento vaginal sem diagnóstico;
  • Mulheres alérgicas a fórmula do Femina;
  • Mulheres que fazem parte de um grupo de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares (diabéticas, hipertensas, fumantes, obesas).

Caso a mulher ingira medicamentos juntamente com a pílula do Femina, deve informar ao médico, pois alguns deles podem inibir a ação contraceptiva, são eles: Antibióticos, antiepilépticos, naturais a base de Erva de São João, antivirais (para HIV e Hepatite), entre outros. A bula do Femina traz a relação completa dos medicamentos, portanto, faça uma leitura detalhada.

Benefícios do Anticoncepcional Femina

Os principais benefícios destacados para uso do anticoncepcional Femina são a capacidade de regularizar o ciclo menstrual nas mulheres que sofrem desse distúrbio desconfortável todos os meses, por se tratar de uma pílula de baixa dosagem hormonal os efeitos colaterais apresentados também podem ser menores quando comparados a outras pílulas.

O Femina também ajuda a combater os sintomas da TPM, eliminando as cólicas, mal-estar e o inchado no corpo.

Anticoncepcional Femina Engorda ou Emagrece?

Não existe nenhuma comprovação que o anticoncepcional Femina engorde. Relatos de algumas mulheres que utilizam o medicamento se dividem, algumas afirmam que nenhuma mudança ocorreu, enquanto que outras dizem ter engordado ou emagrecido.

Isso é muito relativo, pois um medicamento reage de diferentes formas no organismo de cada mulher. É claro que outros fatores podem influenciar muito nessas alterações de peso, como estilo da vida mulher, metabolismo e ansiedade.

Ao notar alterações bruscas de peso, é ideal que a mulher busque orientação médica para investigar as possíveis causas, ou até mesmo, mudar o medicamento.

Anticoncepcional Femina Causa Acne?

Os componentes da fórmula do Femina podem ajudar a tratar a acne, embora ele não seja indicado para esse fim. As mulheres que possuem tendências a acnes devem buscar um tratamento específico, já existem algumas pílulas contraceptivas indicadas para esse distúrbio, são as chamadas antiandrogênicas.

Fale com o seu médico a respeito. Não seu automedique, durante o uso do anticoncepcional Femina é importante fazer visitas periódicas ao ginecologista para saber se é prudente continuar o uso do medicamento.

Preço

O preço do anticoncepcional Femina com 21 comprimidos é aproximadamente de R$ 23,00.

Bula

O fabricante do medicamento é Aché. Para ler a bula completa, clique aqui.

 

Outros Assuntos:

[pt_view id="3d29484fdi"]

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


um × quatro =