Implante Contraceptivo – O que é? Funciona? Quais os efeitos?

implante-contraceptivo

 

As pílulas anticoncepcionais não reinam mais sozinhas no universo da contracepção. Os lançamentos para evitar a gravidez não param, e hoje, a mulher tem inúmeras possibilidades para se prevenir.

Um deles, é o implante contraceptivo, que vamos abordar nesse artigo. Entenda o que é, como funciona, vantagens e desvantagens e outras informações muito importantes que você precisa saber antes de optar por esse método.

O que o implante contraceptivo?

O implante contraceptivo é um pequeno bastão, semelhante a um palito de fósforo de aproximadamente 4 cm de comprimento e 2 mm de diâmetro. Ele é inserido no tecido subcutâneo abaixo do braço com a ajuda de uma anestesia local.

O procedimento é muito rápido, leva em torno de 15 minutos, por isso, é feito em consultório médico. A duração desse implante varia de 6 meses a 3 anos e confere a mulher uma eficácia de 99%.

Implante contraceptivo – Como funciona?

O procedimento da colocação do implante contraceptivo é feito até 5 dias após o início da menstruação. Esse método de longa duração possui apenas um hormônio em sua composição, a progesterona chamado de etonogestrel.

A ação da progesterona contida no implante é liberada de forma gradual no organismo, sua ação envolve a inibição da ovulação e a alteração do colo do útero para dificultar o acesso dos espermatozóides.

Vantagens e desvantagens do Implante contraceptivo 

Não existem método anticoncepcional 100%, todos possuem porcentagem de falhas, além dos prós e contras. Confira, quais são nesse caso:

Vantagens

  • Não usa estrogênios em sua composição, esse hormônios é responsável pelas dores de cabeça e aumento no índice de trombose;
  • Minimiza os riscos de endometriose;
  • Não tem riscos de esquecimentos;
  • Alta eficácia contraceptiva;
  • Colocação muito rápida e prática;
  • Pode ser usado no pós parto;
  • Redução nos sintomas da TPM;
  • Não afeta a densidade mineral óssea;
  • Não precisa de manutenção;
  • Não é processado pelo fígado;
  • A fertilidade pode ser revertida rapidamente assim que o implante contraceptivo é removido;
  • Controla o fluxo menstrual;

implante-contraceptivo-funciona

Desvantagens

  • É caro, por isso, inúmeras mulheres não tem acesso;
  • Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis;
  • Possui efeitos colaterais;
  • Possui contra indicações;
  • Possui interação medicamentosa, é importante ler a bula e falar com o médico para saber a lista completa desses remédios;
  • Não tem proteção imediata, é preciso usar outro método de barreira nos primeiros 7 dias da implantação do bastonete;

Efeitos colaterais

  • Pode haver sangramento fora do período menstrual;
  • Dores nas mamas e no local do implante;
  • Náuseas;
  • Tonturas;
  • Alterações de humor;
  • Acnes;
  • Aparecimento de cistos nos ovários;
  • Aumento no risco de câncer de mama;
  • Inchaço, retenção de líquidos e alterações no apetite;
  • Amenorreia;

Contra indicações

  • Mulheres que possuem histórico de trombose, AVC e ataque cardíaco;
  • Câncer;
  • Doenças hepáticas;
  • Suspeita de gravidez;
  • Sangramento vaginal não diagnosticado;
  • Pressão alta;

Como o implante contraceptivo é um método hormonal é preciso fazer avaliação médica antes de fazer a colocação. Além disso, somente um ginecologista treinado pode fazer a aplicação.

Implante contraceptivo emagrece?

A bula informa que podem ocorrer o aumento de peso devido ao inchaço e retenção de líquidos. Está circulando em algumas mídias que esse implante contraceptivo é chamado de chip da beleza prometendo inúmeras facetas como: Estabilização do ciclo menstrual, redução de celulite e perda de peso.

Utilizar um implante contraceptivo com hormônios para fins estéticos está gerando muita polêmica e as idéias se divergem mesmo entre profissionais da saúde. Essa onda é dada especialmente porque muitas famosas e blogueiras estão fazendo uso.

Entretanto, não se pode esquecer que estamos falando de hormônios. O Conselho Regional de Medicina de São Paulo se pronunciou para alertar as mulheres sobre os efeitos colaterais,  afinal, são os mesmos de uma pílula  a base de progesterona e que ainda não existem estudos suficientes que comprovem a eficácia do implante como chip da beleza.

Por isso, muitos médicos só indicam o implante contraceptivo para adolescentes com puberdade precoce, sintomas da TPM muito fortes, menstruação abundante, miomas uterinos, endometriose e menopausa. Isso porque as doses hormonais contidas no implante são menores do que nas pílulas a base de progesterona.

Uma das vantagens apontadas pelos endocrinologistas é que o implante não é processado pelo fígado como a pílula. Entretanto, pode haver urgência para retirar o bastão da usuária em casos emergenciais.

Implante contraceptivo pelo SUS

Infelizmente as mulheres não tem acesso ao implante contraceptivo pelo Sistema Único de Saúde ( SUS). Esse é um método relativamente caro tendo seu preço entre 1,200  a 3.000 mil reais.

O SUS disponibiliza o preservativo masculino, camisinha feminina, pílulas anticoncepcionais ( Ciclo 21, Nordette e Microvlar), anticoncepcionais injetáveis mensal e trimestral, DIU ( Dispositivo intra uterino), diafragma e pílula do dia seguinte.

A decisão de utilizar o implante contraceptivo deve ser unicamente da mulher, por isso, é importante se informar sobre todos os riscos à saúde. O excesso de hormônios pode trazer complicações graves.

Relatos de usuárias sobre o implante contraceptivo

Se você quer usar o implante contraceptivo é preciso investigar o que as mulheres que já utilizaram  ou utilizam esse método estão dizendo. Embora, as opinião se divergem, é importante conhecer os dois lados.

Nós, fizemos uma pesquisa e fora os bons comentários midiáticos, há usuárias que não tiveram boas experiências. Algumas tiveram hemorragia a ponto de correr para a emergência para remover o implante contraceptivo.

Outras afirmam que engordaram, ficaram com o rosto repleto de acnes e muita irritabilidade.

Mas, também tem relatos positivos com relação ao método, algumas mulheres afirmam que não sentiram nenhum efeito colateral negativo e que estão felizes com a escolha.

Ou seja, a escolha do método contraceptivo deve ser avaliada de forma individual, nesse caso, é importante consultar um  médico para saber se o implante é indicado pra você.

Imagens-    vix.com                     wbur.org

Outros Assuntos:

[pt_view id="3d29484fdi"]

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


três − 1 =