Menstruação Atrasada – 7 Causas, Gravidez, O que Fazer e Como Evitar

Menstruação-atrasada

Nesse artigo, vamos falar sobre as possíveis causas da menstruação atrasada e o que deve ser feito. Continue lendo…

Algumas mulheres ficam muito preocupadas quando a menstruação atrasa, pois, a primeira coisa que vem a cabeça é a gravidez. Apesar de ser um forte sinal, existem outros fatores que podem contribuir para essa alteração no ciclo menstrual.

O que é considerado menstruação atrasada?

É considerada menstruação atrasada quando passa mais de 5 dias da data prevista, é importante levar em conta que a regularidade pode ser diferente em cada mulher, algumas possuem ciclo de 24 dias e outras de 30 dias.

Menstruação atrasada – O que fazer?

Se houver atraso na sua menstruação, é ideal que a mulher não se precipite. A primeira coisa é esperar alguns dias e começar o processo de investigação. Caso, for uma gravidez, é indicado fazer um teste após 15 dias, se for o exame de sangue, é possível detectar antes desse prazo.

Procurar um ginecologista é a escolha mais acertada, pois ele poderá avaliar outras possíveis causas, se descartado a gravidez.

Quando a causa for diagnosticada o médico vai indicar o tratamento adequado para controlar o problema e regularizar a menstruação.

Causas

Existem diferentes fatores que podem gerar o atraso menstrual, por isso, é importante que a mulher fique atenta as alterações no organismo. Á seguir, vamos citar 7 causas da menstruação atrasada, confira:

1- Distúrbios da tireoide

Tanto hipotireoidismo ou hipertireoidismo podem contribuir para a alteração no ciclo menstrual. O controle desse problema é essencial para regularizar os níveis sanguíneos e promover melhor funcionamento do organismo.

Se o problema não for tratado pode causar a falta de menstruação (amenorréia), além de promover dores de cabeça, cansaço excessivo e alterações do peso corporal.

2- Problemas de ovários policísticos

A SOP (Síndrome dos ovários policísticos) é um problema que altera os níveis dos hormônios e como conseqüência formam vários cistos nos ovários. Mediante esse problema, a menstruação atrasada é um dos principais sintomas, além da produção irregular dos hormônios andrógenos na mulher que levam a acnes, crescimento de pêlos e seborréia.

Nesse caso, é importante um tratamento adequado para controlar esse distúrbio, geralmente são indicados medicamentos para inibir o crescimento dos cistos e a regularização a menstruação.

3- Problemas emocionais (Ansiedade e Estresse)

O sistema nervoso exerce um papel muito importante no organismo, especialmente no sistema reprodutor feminino, episódios de estresse e ansiedade podem fazer com que a menstruação atrase e haja interferência no ciclo de ovulação.

Fazer exercícios físicos, se alimentar de forma saudável e levar uma vida mais tranqüila regularizam esses hormônios e fazem com que a menstruação volte ao normal. No entanto, em alguns casos o tratamento medicamentoso pode ser necessário.

4- Algumas doenças podem causar atraso menstrual

Toda e qualquer alteração no organismo pode interferir no ciclo menstrual da mulher. Inclusive uma virose, gripe e outras infecções simples. O uso de medicamentos como corticoides, antibióticos, anticonvulsivantes e antidepressivos também podem ser as causas da menstruação atrasada.

5- Ganho e perda de peso em pouco espaço de tempo

Isso inclui a obesidade e a magreza excessiva, esses aspectos interferem nas mudanças do ciclo menstrual. As células de gorduras do nosso corpo são grandes colaboradoras para a produção de estrogênios, é através delas que os óvulos passam pelo processo de maturação, por isso, quando essas células mudam de uma hora para outra todo o mecanismo de ovulação é alterado.

O estrogênio deve estar nos níveis corretos, nem abaixo ou acima. Caso não estejam, a mulher não ovula e não menstrua, em alguns casos mais graves há riscos de amenorréia.

6- Menstruação atrasada em atletas

As atletas passam por um treino muito intenso que aliado a baixa quantidade de gordura no corpo pode causar o atraso menstrual.

Atividades e treinos muito intensos como natação, bailarinas, corridas e atletismo estão no ranking das modalidades que causam amenorréia. Claro, que não são todas as atletas que podem sofrer com essa condição, segundo uma pesquisa feita nos Estados Unidos cerca de 4% dessas mulheres mostram anormalidades no ciclo menstrual.

7- Menopausa

Nessa fase começam os episódios de menstruação atrasada, falhas no ciclo até a completa interrupção do ciclo menstrual na mulher. É o fim da fertilidade, geralmente os primeiros sintomas começam a aparecer entre os 45 a 55 anos de idade.

Em alguns casos pode acontecer a menopausa precoce que se inicia antes dos 40 anos de idade.

Quando os primeiros sintomas aparecem, a mulher deve procurar orientação de um ginecologista.

Como evitar a menstruação atrasada – Gravidez?

Como você pode ver, a menstruação atrasada não indica somente a gravidez, alguns distúrbios no organismo feminino podem provocar alterações hormonais e com eles as mudanças do ciclo menstrual.

 

Menstruação-atrasada

 

Mulheres que ingerem pílulas contraceptivas e param podem sofrer com os atrasos até que o organismo e os níveis hormonais voltem ao normal, em alguns casos, outros sintomas como dores de cabeça, náuseas e vômitos podem aparecer.

O mesmo acontece com a ingestão de alta carga de hormônio como a pílula do dia seguinte. Essas substâncias podem interferir no ciclo menstrual e causar uma bagunça.

Em alguns casos, a menstruação atrasada é inevitável, dependendo do fator que causou o inconveniente. No entanto, existem alguns cuidados básicos com a saúde que podem ajudar no controle hormonal, que são:

  • Alimentação saudável e leve (não comer muita gordura e açúcar);
  • Sair do sedentarismo (fazer exercícios físicos ao menos 3 vezes por semana);
  • Se a mulher for portadora de alguma doença que exige medicamentos, é indicado ter um acompanhamento médico adequado.

Em alguns casos, é indicado o uso de anticoncepcionais para regularizar o ciclo menstrual, por isso fazer exames periodicamente e ser orientada por um profissional ginecologista faz toda a diferença.

 

Fontes: 1, 2

 

Outros Assuntos:

[pt_view id="3d29484fdi"]

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


14 + três =