Anticoncepcional Mínima – Preço, Como Tomar e Colaterais – Bula

O Mínima é um método contraceptivo hormonal oral combinado de uso contínuo, a cartela vem com 24 comprimidos amarelos ativos e  comprimidos marrons inertes.

Nesse artigo, vamos abordar todas as informações sobre o anticoncepcional Mínima, como sua composição, modo de uso, efeitos colaterais, contra – indicações, benefícios, entre outros.

Para que Serve o Anticoncepcional Mínima

O anticoncepcional Mínima é utilizado para evitar a gravidez, porém, sua formulação se mostra muito eficiente para combater os sintomas da TPM, dismenorréia, alterações do ciclo menstrual, hemorragias uterinas, algias pélvicas, insuficiência progestongênica, entre outros distúrbios que prejudicam a mulher nessa fase do mês.

Composição 

O anticoncepcional Mínima possui dois hormônios em sua composição, no comprimido amarelo  contém o gestodeno 0,060 mg e o 0,15 mg e demais ingredientes (edetato dissódico di-hidratado, estearato de magnésio, lactose monoidratada, dióxido de titânio, macrogol, hipromelose, polissorbato 80, talco, celulose microcristalina, óxido de ferro amarelo, dióxido de silício).

Já no comprimido marron contém  (celulose microcristalina, citrato de trietila, copovidona, corante laca amarelo quinolina, corante laca azul indigotina, corante laca vermelho 40, dióxido de silício, dióxido de titânio, estearato de magnésio, fumarato ferroso, amidoglicolato de sódio, hidróxido de sódio, macrogol, polímero do ácido metacrílico e acrilato de etila, polissorbato 80, simeticona, talco).

Como Usar e Tomar o Anticoncepcional Mínima

anticoncepcional-mínimaO anticoncepcional Mínima é de uso contínuo, ou seja, não tem pausa. O tratamento deve ser iniciado no primeiro dia da menstruação, a cartela do Mínima marca os dias corretos e as setas que devem ser seguidas, portanto, primeiro são ingeridos os comprimidos amarelos e os últimos 4 são os marrons.

A próxima cartela deve ser iniciada assim que terminar a anterior, é importante se atentar aos horários da ingestão que devem ser sempre aproximados para evitar o índice de falha do medicamento.

A primeira semana de utilização do anticoncepcional ( 7 dias) deve ser acompanhada de outro método contraceptivo ( preservativo) para assegurar o seu efeito contraceptivo, a partir daí, se ingerido corretamente já não é mais necessário.

É importante não esquecer de tomar nenhuma pílula do anticoncepcional, porém, se isso ocorrer, a mulher deve ingerir assim que lembrar, mesmo que isso incidir em tomar duas pílulas no mesmo dia. No entanto, se o esquecimento ultrapassar 12 horas do horário habitual, a proteção contraceptiva pode estar comprometida, portanto, outro método mecânico deve ser utilizado pelos próximos 7 dias, podendo ser preservativo, diafragma ou pomadas.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais são usuais em pílulas hormonais orais, porém, podem variar de acordo com cada organismo. Algumas mulheres não sentem nada ao utilizar o medicamento, enquanto que outras podem perceber alterações como:

  • Irritação, nervoso, depressão;
  • Inchaço ( retenção de líquidos);
  • Dores de cabeça;
  • Dores nas mamas;
  • Intolerância a lentes de contato;
  • Vaginite;
  • Alterações na libido;
  • Acnes;
  • Dores abdominais;
  • Dismenorréia.

Contraindicações

A utilização de métodos contraceptivos hormonais orais combinados podem incidir em riscos para saúde . Portando, mulheres que apresentam essas condições, não podem fazer uso do anticoncepcional Mínima.

  • Câncer de mama e do colo de útero atual ou curado;
  • Pacientes com histórico de trombose, ou que possuem parentes próximos com essa doença;
  • Infarto;
  • AVC ( acidente vascular cerebral);
  • Problemas no fígado;
  • Mulheres grávidas ou amamentando;
  • Pacientes com alergia de algum componente da fórmula.

É importante ficar atento com as interações medicamentosas, se você faz uso de algum remédio para tratar alguma condição como antibióticos, erva de São João, inibidores competitivos de sulfatações como ácido ascórbico e paracetamol, entre outros medicamentos de uso contínuo é importante informar o seu médico, pois eles prejudicam o efeito do anticoncepcional Mínima.

Benefícios

O anticoncepcional Mínima previne a gravidez com uma eficácia e 99% quando ingerido corretamente, como ele é de uso contínuo a mulher se habitua a tomar uma pílula por dia, sem nenhuma interrupção, evitando o esquecimento.

O anticoncepcional também oferece outras vantagens para a mulher, como:

  • Diminuição dos sintomas da tensão pré menstrual como cólicas e dores nas mamas;
  • Regula o ciclo menstrual;
  • Diminui os pêlos do corpo da mulher;
  • Trata a oleosidade da pele e do couro cabeludo evitando acnes e seborréia;
  • Diminui cistos no ovário;
  • Controla o sangramento excessivo evitando a anemia;
  • Trata distúrbios hormonais.

Anticoncepcional Mínima Engorda ou Emagrece?

A bula do anticoncepcional Mínima aponta que é possível a alteração corporal ( emagrecer ou engordar). É importante citar, que isso é devido a retenção de líquidos proporcionada pela ingestão de hormônios e não ocorre com todas as mulheres.

Na verdade, para evitar alterações no peso, é importante que a usuária mantenha uma alimentação saudável e faça exercícios físicos regulares. Caso, houver muitos efeitos colaterais no uso do anticoncepcional, é importante buscar orientação médica para encontrar uma forma mais adequada de prevenção direcionada a você.

Anticoncepcional Mínima Causa Acne?

O anticoncepcional Mínima possui componentes que ajudam a melhorar a oleosidade da pele, isso permite o controle da acne, cravos e espinhas. As erupções aparecem na pele quando os folículos pilosos ficam obstruídos pelo sebo, a partir daí, as bactérias se apropriam causando uma inflamação.

Embora, o Mínima possua essa formulação, existem relatos de usuárias  de que pode ocorrer acne. É uma questão que depende muito de cada organismo, por isso, ao perceber alterações  na pele ou efeitos colaterais prolongados, é melhor buscar orientação médica.

Antes de iniciar qualquer tratamento hormonal oral, é indicado fazer exames ginecológicos e avaliar a saúde como um todo para garantir que nenhuma reação indesejada ocorra durante a utilização do anticoncepcional Mínima.

Preço

O preço do anticoncepcional mínima com 24 comprimidos + 4 comprimidos inertes, é de aproximadamente R$ 28,00.

Bula

O fabricante do medicamente é a Medley. Para ler a bula completa, clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


quinze + nove =